Como retirar o dinheiro da empresa?

Como o sócio pode “PEGAR” o dinheiro da empresa?

Enviado em 25/06/2018

O empresário por muitas vezes acaba fazendo confusão patrimonial do dinheiro da empresa e do seu próprio, abaixo exemplificamos as formas de fazer estes pagamentos para que não haja esta confusão.

- Recebimento de pró-labore: o sócio que trabalhe na empresa deve retirar mensalmente a título de salário o pró-labore. Sobre o pró-labore terá a incidência de 11% de INSS (previdência social, serve para aposentadoria e eventuais afastamento das atividades) e IRRF conforme o valor do salário recebido pelo sócio. Ou seja, se o sócio tem o salário de R$ 2.000,00, 11% será descontado para pagar o INSS (R$ 220,00) e a diferença deverá ser paga ao sócio R$ 1.780,00.

- Reembolso: o reembolso pode ser feito aos sócios e/ou aos funcionários que façam pagamentos de contas que pertencem a empresa com seu próprio dinheiro. Um exemplo bem comum é reembolso de combustível, pois muitas vezes a empresa não possui veículo e necessita do deslocamento, então após incorrida a despesa a pessoa que fez o pagamento emitirá uma nota de débito (recibo) discriminando os gastos e ao que se referem para que a empresa possa ressarcir o valor.

- Retirada de Lucro: a retirada de lucro pode ser feita a qualquer momento, desde que a empresa apresente lucros (recebimentos maiores que as despesas) e tenha caixa (dinheiro), o recomendado é semestralmente ou anualmente. Desta forma é verificado o valor de lucro que a empresa apresenta e feito o pagamento aos sócios, comprovada através de recibo.

Para efeito de comprovação de renda dos sócios, apenas os valores de pró-labore e retirada de lucros estarão em seu informe de rendimento como recebimentos efetivos.

Evite ‘PEGAR’ dinheiro da empresa sem ter algum desses comprovantes.

Ficou com dúvidas? Fale conosco.

Novidades


Quero ver mais

Entre em contato conosco

Contato

Envie uma mensagem pelo formulário ou visite a gente nas redes sociais!